segunda-feira, 28 de junho de 2010

Aliança de Cabral reúne 16 partidos

Aliança de Cabral reúne 16 partidos
Governador do Rio é homologado candidato à reeleição do estado, com festa pró-Dilma
POR TAMARA MENEZES

Rio - Uma festa na Fundição Progresso, na Lapa, com ares de micareta, com abadá e micareta, oficializou a candidatura do governador Sergio Cabral, do PMDB, à reeleição do Estado do Rio. Com o apoio do PT e de outros 14 partidos, Cabral forma a maior aliança política no estado. A convenção não teve a presença de Dilma Rousseff, candidata à presidência pelo PT, que está coligado com o PMDB. Ela foi representada por seu candidato a vice, o presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer (PMDB-SP).

.
Cabral destacou a parceria com o Governo Federal e atacou adversários: “Não fizeram nada em 40 anos” | Foto: Carlos Wrede / Agência O Dia.Em seu discurso, Cabral mais uma vez enfatizou a parceria entre os governos federal e estadual, destacando a implantação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) e as Unidades de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas como acertos de sua gestão. “Estamos juntos para pacificar todas as comunidades onde houver poder paralelo em todo o estado. (Eles) Não fizeram nada em 40 anos. Estamos fazendo. Nosso governo não tem apoio de milícia, não tem acordo com bandido. Chega de terrorismo”, anunciou.

Confiante, Michel Temer disse que Cabral deve vencer a eleição no primeiro turno. Ele prometeu dar continuidade à parceria com o Governo do Estado, “quando for eleito”. A convenção conseguiu também reunir antigos desafetos, como o ex-prefeito Nova Iguaçu Lindberg Farias (PT) e o presidente da Assembleia Legislativa, Jorge Picciani (PMDB). Cabral ergueu os braços dos dois e pediu votos para ambos. Além do PT e do PMDB, fazem parte da aliança estadual PTB, PSB, PCdoB, PP, PSC, PTN, PTC, PMN, PSL, PRP, PRTB, PSDC e PHS e PDT.

Ontem, o presidente do PSDB do Rio, José Camilo Zito, prefeito de Duque de Caxias, anunciou que não apoiará Fernando Gabeira, candidato do PV ao Governo do Estado, embora seu partido faça parte da aliança. Zito afirmou que vai trabalhar apenas para eleger José Serra (PSDB) à Presidência.

Garotinho prepara vigília no TRE

O Hotel Guanabara, na Avenida Presidente Vargas, Centro do Rio, mais pareceu ontem um templo evangélico, com direito a cantos e louvações. O local foi escolhido pelo ex-governador Anthony Garotinho (PR) para preparar sua militância quanto ao resultado de amanhã, quando será julgado recurso impetrado por ele no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) que o declarou inelegível.

Em seu discurso, Garotinho revelou que não tem esperanças em reverter o resultado e que o mais importante será o julgamento de recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília. Mesmo assim, a vereadora Clarissa Garotinho conclamou a militância a acompanhar o resultado amanhã, às 8h, na porta do TRE, no Centro do Rio.

Garotinho voltou a defender sua inocência no processo em que é acusado de uso indevido de meios de comunicação. “Sou Mãos Limpas. Sujo é quem não tem como explicar o patrimônio”, atacou.

Ontem, no lugar do senador Marcelo Crivella (PRB), que chegou a ser um aliado, o PR anunciou que dará apoio às candidaturas do Pastor Manoel Ferreira e do ex-pagodeiro Waguinho (PT do B) ao Senado. O PT do B formalizou, no sábado, o apoio ao PR. A convenção do partido será realizada quarta-feira.

2 comentários:

ana disse...

Estou compartilhando com vcs essa jingle super bem transada, vcs vão gostar!!
http://www.youtube.com/watch?v=e7mI9i6ydkQ

Mellany Miranda disse...

Sérgio Cabral, reeleja-o por um Rio de Janeiro sempre melhor. Veja a criativa jingle.
Link: http://www.youtube.com/watch?v=e7mI9i6ydkQ